Exame toxicológico: entenda o que mudou na nova Lei de Trânsito

Exame Toxicológico
Exame Toxicológico

Em vigor desde o dia 12 de abril, a nova Lei de Trânsito (Lei nº14.071/20) é motivo de dúvidas e discussões entre os motoristas e profissionais da área, principalmente no que se refere ao exame toxicológico (Resolução 843/21 do Conselho Nacional de Trânsito – Contran).

O objetivo do exame é detectar o consumo ou não de sustâncias psicoativas no organismo do condutor, dentro de uma janela de 90 dias. Por isso, é considerado mais adequado que os tradicionais exames de urina e de sangue na detecção de drogas ilícitas, como: maconha, crack, heroína, ecstasy, metanfetaminas, rebite, cocaína e outros.

Mas o que realmente mudou? Quem precisa realizar o exame? Qual a periodicidade e o que acontece caso meu exame não esteja em dia? Leia o artigo até o final e confira as respostas para todas estas perguntas.

O que mudou com a nova lei

Mais do que um exame obrigatório, o toxicológico passa a ter uma periodicidade específica e a ser considerado uma infração gravíssima, caso esteja vencido.

O exame toxicológico de larga janela de detecção permanece obrigatório para os profissionais das categorias C, D e E, para obtenção ou renovação da CNH.

Uma das mudanças da lei, no entanto, é quanto à periodicidade. Independente da validade da CNH, os condutores com idade inferior a 70 anos, devem realizar o exame a cada 2 anos e 6 meses. Já para quem tem mais de 70 anos, o prazo segue a renovação da carteira, a cada 3 anos.

Outra mudança, talvez a mais impactante delas, é a aplicação de multa. A partir de agora, o motorista que dirigir veículos das categorias C, D e E com exame toxicológico vencido há mais de 30 dias, será multado.

A infração é considerada gravíssima, com multa de R$ 1.467,35 e suspensão do direito de dirigir por 3 meses. Para obter a CNH novamente, o motorista deverá realizar um novo exame toxicológico após o período de 90 dias, e incluir o resultado negativo no Renach.

Em caso de resultado positivo, a suspensão da CNH permanece por mais 3 meses, mas sem aplicação de nova multa. O motorista terá direito a uma contraprova, caso considere que o resultado do exame não esteja correto.

Prazo para adequação e fiscalização

A informação inicial era de que os motoristas das categorias C, D e E com exame toxicológico vencido, teriam o prazo de 30 dias, contados da entrada em vigor da lei, para regularizar sua situação. Ou seja, até 12 de maio de 2021.

Porém, em virtude da pandemia de COVID-19, o Conselho Nacional de Trânsito – Contran prorrogou os prazos para realização do exame. A deliberação, publicada no Diário Oficial da União em 28 de abril, estabeleceu novos prazos de acordo com a validade da CNH do motorista.

Confira a tabela abaixo* e verifique qual é o prazo limite para a realização do seu exame:


Validade da CNH
Prazo Limite para
Realização do Exame

Início da Fiscalização
Março a junho de 2021 30 de Junho de 2021 1º de julho de 2021
Julho a Dezembro de 2021 31 de Julho de 2021 1º de agosto de 2021
Janeiro a junho de 2022 31 de agosto de 2021 1º de setembro de 2021
Julho a dezembro de 2022 30 de Setembro de 20211º de outubro de 2021
Janeiro a junho de 2023 31 de outubro de 2021 1º de novembro de 2021
Julho a dezembro de 2023 30 de novembro de 2021 1º de dezembro de 2021
Janeiro a abril de 2024 31 de dezembro de 2021 1º de janeiro de 2022
A partir de maio de 2024 A partir de 1º de
janeiro de 2022**
1º de janeiro de 2022

*Fonte da tabela: Assessoria Especial de Comunicação – Ministério da Infraestrutura.

**Até 30 (trinta) dias após o vencimento do prazo estabelecido no §2º do art. 148-A do CTB.

Todos os motoristas flagrados, conduzindo veículos das categorias C, D e E, sem ter realizado o exame toxicológico periódico de acordo com os prazos estabelecidos na tabela acima, serão multados (infração prevista no artigo 165-B).

Os agentes de fiscalização serão orientados a observar a validade da CNH do condutor e comparar com a tabela acima, independente dos prazos de validade do documento terem sido prorrogados ou não.

Portanto, a melhor forma de atender as novas exigências do Contran e não estar sujeito a infração, é seguir os prazos que constam na tabela.

Verificação do exame

O motorista que estiver com o exame toxicológico em dia, não precisará, necessariamente, portar o laudo. O laboratório é responsável por incluir o resultado do exame no Renach – Registro Nacional das Carteiras de Habilitação, em um prazo de até 25 dias a partir da data da coleta.

Os laboratórios credenciados também são responsáveis por inserir no Renach a informação da data e hora da realização do exame, dentro de um prazo de 24h, como forma de comprovar que o motorista fez o exame. Isso garante que o condutor não seja multado em caso de fiscalização.

Este artigo foi útil para você? Ou ainda ficou com dúvidas? Interaja com a gente nos comentários.

Confira também este artigo sobre motoboy para empresas!

Compartilhar

Share on linkedin
LinkedIn
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

CATEGORIAS

Veja Também

Atendimento

Solicite qualquer orçamento aqui.

A MXLOG é uma transportadora especialista em logística corporativa, localizada em São Paulo e com mais de 30 anos de experiência no mercado. Atuamos com excelência em transporte de cargas, armazenamento, entregas, gestão de correspondências e uma variedade de soluções logísticas. Nossos serviços também incluem gestão para empresas, entregas de carro, entregas rápidas, motofrete, transporte de medicamentos com certificação da ANVISA e muito mais.

Contato
Telefone

(11) 4240-5336

Seg - Sex

07h às 20h

Sábado

08h às 17h

Nossos Endereços

Matriz

Av. Humberto de Alencar Castelo Branco, 1260 - Galpão 02
Jardim Santo Ignacio
São Bernardo do Campo - SP
09850-300

Unidade Santos (SP)

Vila Mathias

Unidade Valinhos

Vila Santana